MANY

 

Olhando-me ao espelho, vejo-me diante de muitas portas. Cada porta, com um eu diferente, olhando espelhos diferentes e, cada um deles muitas portas diferentes... cada uma delas, trazendo-me de volta a mim.​























 



Resultado parcial de uma pesquisa entre Daniele Ninarello e Ricardo Ambrózio, "Many" reflecte as semelhanças, diferenças e lutas entre o nosso eu virtual e o real. Quanto do que vejo de mim próprio no espelho é real? Quanto disto decido simplesmente ignorar, ou nem sequer iniciar contacto, ainda? O que aconteceria se "nós", todos os muitos eus nos encontrássemos?

MANY
MANY

MANY
MANY

MANY
MANY

MANY
MANY

1/4

“E para tudo
o que é visível
há uma cópia disso
que está escondida"
Gary Hill